Agência destaca atuação de Apolinario nas redes sociais


Carlos Apolinario é apontado pela Medialogue como um exemplo de político no uso correto da internet e das redes sociais. "Apolinario é um raro exemplo de disposição para o debate", diz o estudo. A Medialogue é uma das mais importantes agências de estudos da internet no Brasil

A agência digital Medialogue, formada por experientes profissionais do jornalismo brasileiro, acaba de divulgar o resultado da pesquisa "Político 2.0 - Vereadores de São Paulo". Trata-se de uma avaliação de mais de 6 mil dados coletados, para mostrar como os vereadores de São Paulo usam a internet e as redes sociais para interagir com seus eleitores. O vereador Carlos Apolinario foi apontado como um exemplo de político no uso correto da internet e redes sociais. "A melhor notícia desse trabalho é que a Câmara Municipal reserva alguns bons casos a serem observados. Há desbravadores, como o vereador Carlos Apolinario (Dem), que é reconhecido por se envolver em questões polêmicas e se destaca pelo espaço que reserva para opinião dos eleitores em seu blog e nas redes sociais", diz Alexandre Secco, diretor da Medialogue, no texto de apresentação do trabalho. Carlos Apolinario é o primeiro da lista de parlamentares que aparecem como destaque no estudo. As conclusões da Medialogue se basearam em um raio-X da capacidade de comunicação dos parlamentares através da internet, redes sociais, e-mail, e de como as informações do mandato ficam disponíveis para seus eleitores.

Leia o que a Medialogue escreveu sobre a atuação de Apolinario:

No segundo semestre de 2011, o vereador Carlos Apolinário (DEM) ganhou espaço na mídia com um projeto polêmico: o Dia do Orgulho Heterossexual. Ele debateu o assunto diretamente com os eleitores em seu site e em seu perfil no Facebook, concedendo espaço inclusive para críticas e opiniões contrárias. Apolinário mantém ainda um perfil no Formspring, uma rede social pouco conhecida no Brasil, usada para fazer perguntas diretamente ao "dono" do perfil.

Porque é um destaque:

Na Câmara Municipal de São Paulo, apenas 20% dos vereadores permitem que os eleitores deixem mensagens em seus sites e geralmente o que se vê são votos de elogio e manifestações de apoio. Entre seus pares, Apolinário é um raro exemplo de disposição para o debate e um dos poucos que experimentaram a internet para promovê-lo. Além de alimentar a discussão, enfrentou as críticas e deu espaço a seus opositores. Em um dos momentos mais quentes da discussão do projeto, seu site chegou a ser alvo de hackers. Foi quando ele promovia uma enquete em seu site sobre a união civil de homossexuais. A tese de Apolinário, contrário à união, perdeu. Mesmo assim, o resultado chegou a ser divulgado. Pode-se argumentar que os gestos de Apolinário são de pequeno alcance, mas ele merece ser observado com atenção pela ousadia em transformar a monotonia tradicional dos sites parlamentares em canais fervilhantes de discussão.

Formspring

Carlos Apolinário também é o único parlamentar paulistano a apresentar em seu blog o Formspring, uma rede social que surgiu em 2009 e permite que participantes recebam perguntas de outras pessoas. Essas questões ficam disponíveis aos usuários, que podem respondê-las ou excluí-las. Vale o destaque pela iniciativa.

Banner Rádio