Opinião Cristã


PORQUE TANTA GENTE ESTÁ ABANDONANDO AS IGREJAS E FICANDO EM CASA?


Eu estou na igreja há 54 anos, já vi todo tipo de pregação, em cada época surge uma moda que depois desaparece e deixa muitos descrentes de tudo. Quando eu era adolescente, na igreja que eu ia, começou uma onda de arrebatamento, o culto acabava e o povo ficava esperando os arrebatados se levantarem do chão. Depois veio dente de ouro, cai-cai, sopra e cai. Unção do riso (veja no YouTube). Já inventaram até a unção dos animais (veja no YouTube). E não podemos esquecer da onda chamada de quebra de maldição hereditária. Estas ondas vem e somem, e a vida das pessoas continua a mesma. Agora estamos vivendo o momento das pregações de auto ajuda, que diz você é um vencedor, você nasceu para vencer, sua vida vai mudar a partir de hoje, e tem pregador corajoso, que chega a dizer eu profetizo, hoje é o dia da sua vitoria. Já vi até um pregador dando ordens para o Espirito Santo. Tem também o ré té té.

REFLEXÃO
Não deveríamos pregar mais sobre o Espirito Santo? Podemos pregar cura e orar por doentes, mesmo sabendo que nem todos serão curados (eu creio que Jesus cura). Podemos pregar que Jesus prospera, mesmo sabendo que a maioria morrerá pobre (eu creio que Jesus prospera). O que vejo em tudo isso são pessoas desencantadas com essas pregações, não indo mais a nenhuma igreja. Cabe aqui uma pergunta: porque Jesus que tem todo o poder para resolver qualquer coisa disse: no mundo tereis aflições? (João 16:33). Não seria melhor pregar mais sobre salvação, pregar mais contra adultério, fuxico, mentira e tantos outros pecados? Está faltando mais pregações ensinando os casais a viverem bem, ensinando os filhos respeitarem seus pais, e pais respeitarem seus filhos, ensinando os patrões a respeitarem seus funcionários, e funcionários a respeitarem seus patrões. Pregações ensinando o povo a amar o próximo como a si mesmo e a Deus sobre todas as coisas. Isso significa ensinar o povo a servir a Deus em qualquer circunstância. Na riqueza ou na pobreza, na alegria ou na dor. Nossa fé em Deus não pode depender das circunstâncias.

Banner Rádio